COMO RECONHECER UM CRENTE/EVANGÉLICO?

Este é o nome de um artigo postado em blog brasileiro. Veja o que dizem de suas filhas e de vocês, irmãos e irmãs evangélicos. Conteúdo EXTREMAMENTE OFENSIVO, impróprio para menores de idade. Fica a pergunta: ONDE ESTÃO AS AUTORIDADES DESTE PAÍS? Maiores de idade cliquem aqui.

domingo, 31 de março de 2013

QUER CONHECER algo PIOR que o PLC 122: Conheça o Estatuto da Diversidade Sexual



ASSINE A PETIÇÃO 'CONTRA' A LEI QUE PRETENDEM APROVAR PARA IMPLANTAR O 'ESTATUTO DA DIVERSIDADE SEXUAL'.Basta clicar neste link e rapidamente vc estará ajudando todos os milhões de Brasileiros cristãos: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N28554
Conheça melhor o 'TERRÍVEL' mal que os ATIVISTAS GAYS, com a ajuda dos COMUNISTAS, querem implantar no Brasil. Leia o que diz esta Lei neste link: http://direitohomoafetivo.com.br/uploads/5.%20ESTATUTO%20DA%20DIVERSIDADE%20SEXUAL%20-%20texto.pdf

Conheça mais sobre o interesse de Implantarem uma DITADURA GAY no mundo. Veja as manobras usadas pelos ATIVISTAS GAYS no Brasil: http://www.facebook.com/video/video.php?v=471118572907388



"Discorde de mim e eu te chamo de promotor do ódio", eis a maior tática dos grupos de interesse contra a instituição da família, contra qualquer opinião dissonante. Cria-se um rótulo, distribui-se o rótulo e sob qualquer ameaça, cola-se o rótulo.

NÃO DEIXE DE VER TAMBÉM O ARTIGO DO ESCRITOR CRISTÃO JULIO SEVERO, PUBLICADO EM SETEMBRO/2011, NO LINK: http://juliosevero.blogspot.com/2011/09/constituicao-anti-homofobia-para-o.html

ADENDO ADHT: GASTE UM MINUTO QUE SERÁ MUITO BEM GASTO, ASSINANDO AS PETIÇÕES do link: http://defesa-hetero.blogspot.com/2013/03/temos-que-mudar-isto-dep-marco.html , com quase 9.000 vistas.

sábado, 30 de março de 2013

IMPORTANTE: Conheça mais motivos do levante contra o Dep.Marco Feliciano

Divulgue para os psicólogos e demais cidadãos brasileiros...

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Alvaro Jr

Data: 28 de março de 2013 15:00
Assunto: Para divulgar se achar conveniente
Para: Rozangela Justino


Caro(a)s colegas Psicólogos e Psicólogas

Os recentes acontecimentos envolvendo o deputado evangélico Marco Feliciano da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados tem chamado atenção de parte da sociedade brasileira, mas, observo que nem todos percebem o que está por detrás deste movimento – e o pior – a relação que estes fatos têm com nossa profissão.

Em verdade, os discursos e comportamentos do deputado Marco Feliciano não podem ser ignorados, mas, apenas servem de “cortina” para esconder os reais motivos dos chamados “movimentos social” pedir a sua saída da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados.

A origem desse imbróglio está nos debates realizados na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados em torno do Projeto de Decreto Legislativo-PDC nº 234/11, apresentado pelo Deputado João Campos (também evangélico) e apoiado pelo deputado Marco Feliciano.

Assista ao vídeo, realizado em 29.11.2012, onde o próprio deputado expõe com clareza sua posição: http://youtu.be/cJg9LMb6oW8

O PDC nº 234/11 tem como objetivo sustar parte da Resolução nº 01/99 do Conselho Federal de Psicologia-CFP que estabelece normas de atuação em casos de orientação sexual. Acesse abaixo a justificativa e o inteiro teor do PDC nº 234/11

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=DB0A409E58406793E6D7D9F802AEAD26.node1?codteor=881210&filename=PDC+234/2011

Cabe aqui ressaltar que a Resolução CFP 01/99 é mais uma das resoluções arbitrárias produzida pelo grupo político que se encontra instalado há anos no CFP, com o intuito de impor aos profissionais o ponto de vista deles.

As constantes resoluções arbitrárias do CFP têm provocado reações da sociedade brasileira. Foi assim, com a resolução CFP nº 009/10, questionada pelo Ministério Público Federal, com a resolução CFP 010/10 questionada na Justiça e agora com a resolução CFP 01/99, que devido à intransigência dos integrantes do CFP em revê-la – está sofrendo a intervenção do Poder Legislativo.

Assim, de modo irresponsável e intencional, foi divulgada para a comunidade de homossexuais uma série de inverdades sobre o PDC nº 234/11, entre elas que a sua aprovação tornaria a homossexualidade doença e seus portadores incapacitados civilmente, o que trouxe, justificadamente, forte apreensão e ansiedade aos seus integrantes.

Em razão disso, os homossexuais passaram a ver os evangélicos como os “inimigos da causa”, e, começaram a atacar e impedir a manifestação de qualquer um pertencente àquela corrente religiosa. Veja o vídeo a seguir como exemplo (http://youtu.be/zuxpaE759h8
)

Da mesma maneira, na audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados no ano passado (2012) os psicólogos Silas Malafaia(1) e Marisa Lobo(2) , simplesmente por serem evangélicos, foram impedidos de se manifestarem como profissionais. Acessem os links da audiência pública
(1) http://youtu.be/i8AdL1sgtLc
e
(2) http://youtu.be/3__Dgr5gStI


O que se viu nesta audiência pública foi o surgimento da tática de não deixar o opositor falar, que passou a ser difundida entre os manifestantes de diversos movimentos ditos “sociais”, sendo utilizada vergonhosamente contra a blogueira cubana Yoani Sánches e agora está sendo usada nas sessões da Comissão de Direitos Humanos.

Se estes manifestantes estão preocupados com a lisura de nossos parlamentares, por que não impedem as sessões do Senado presididas por Renan Calheiros? Ou aquelas onde participam José Genuíno ou João Paulo Cunha?

Na verdade, o objetivo dos grupos organizados de homossexuais é simplesmente retirar o deputado Marco Feliciano por que ele apoia o Projeto de Decreto Legislativo-PDC nº 234/11.

Não se trata aqui de defender o deputado Marco Feliciano, a corrente religiosa dos evangélicos ou mesmo a “cura para homossexuais”. Trata-se de defender o Direito à liberdade de expressão. Estamos na iminência de abrir um precedente de que um grupo de homossexuais dite quem fala neste país e o que nós, psicólogo(a)s, podemos ou não trabalhar em nossos consultórios. Esta é uma discussão que cabe a nós – e o espaço para a discussão deveria ter sido garantido antes do Conselho Federal de Psicologia editar qualquer resolução.

Álvaro P. S Júnior
Psicólogo
Brasília-DF

Autorizada da divulgação

ADENDO ADHT:
Aproveite e assine, por favor, as PETIÇÕES contra o totalitarismo do CFP, no link: http://defesa-hetero.blogspot.com.br/2012/10/peticao-publica-contra-o-ativismo.html#.UVeaYBysiSp e outra a favor da aprovação dO PDC 234/11, neste link:

JEAN WYLLYS PEGO NA MENTIRA: policia atesta que a morte de militante Gay em Pernanbuco não foi provocada por preconceito mas Jean Wyllys covardemente tenta atribuí-la a psicólogos cristãos e pastores


Marisa Lobo compartilhou uma foto

#Gravíssimo a policia atesta que a morte do militante Gay em Pernanbuco não foi provocada por preconceito mas o deputado Jean Wyllys de forma covarde tenta atribuí-la a psicólogos e pastores cristãos
Jean Wyllys diz acima que "psicologos (insinuando ser Marisa Lobo) e pastores (insinuando ser Malafaia), deveriam ser cassados por este ato.

Veja outros twiters:


VEJA AGORA A VERDADE PUBLICADA PELO JORNAL "PERNAMBUCO":
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2012/12/06/interna_vidaurbana,411555/jornalista-lucas-fortuna-foi-vitima-de-latrocinio-conclui-a-policia.shtml

Inquérito »

Jornalista Lucas Fortuna foi vítima de latrocínio, conclui a polícia

Publicação: 06/12/2012 09:40 Atualização: 06/12/2012 16:28

O jornalista goiano Lucas Cardoso Fortuna foi vítima de um latrocínio: roubo seguido de morte. A conclusão da polícia foi informada na manhã de hoje durante a apresentação do inquérito policial, na sede operacional da Polícia Civil, no Recife.

As investigações apontaram que os dois suspeitos presos ontem, Felipe Maurício da Silva Livino, 20 anos, e Leonardo Manoel da Silva, 18 anos, roubaram e mataram o jovem de 28 anos, nas proximidades da pousada em que o jornalista estava hospedado, na praia de Gaibu, litoral sul de Pernambuco.

De acordo com a delegada Gleide Ângelo, do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), na noite de 18 de novembro, Lucas Fortuna teria saído da pousada acompanhado por dois desconhecidos em direção às pedras da praia de Calhetas, onde um deles teria mantido relaxões sexuais com o consentimento da vítima. Em seguida, a dupla teria assaltado o jornalista. Insatisfeitos em roubar o celular e vinte reais que estavam na carteira do jovem, os criminosos teriam espancado o rapaz e o jogado no mar para que pudessem ter tempo de entrar no quarto e roubar os pertences da vítima.

Após o crime, os homens ainda teriam trocado de roupa e tentado entrar no quarto da pousada, usando a chave roubada. A entrada no estabelecimento, no entanto, não teria sido permitida pela recepcionista.

Um dos suspeitos foi preso três dias após o crime em Escada, depois de praticar roubos na região. O segundo foi capturado na noite de ontem e encaminhado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com o celular da vítima. A dupla segue para o Cotel, em Abreu e Lima.

O corpo de Lucas foi encontrado só de cuecas e com hematomas na praia de Calhetas, no município do Cabo de Santo Agostinho, causando suspeitas de crime homofóbico.O laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) apontou afogamento como causa da morte.

O crime repercutiu em todo o país através da mídia e das redes sociais. Lucas Fortuna era de Goiás, mas estava no estado para atuar como árbitro em um campeonato de voleibol. Militante da causa LGBT e gay assumido, foi fundador do Grupo Colcha de Retalhos, em prol dos direitos homoafetivos, e organizou paradas da diversidade em seu estado.

Com informações da repórter Carolina Braga

ASSINE A PETIÇÃO PELA CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEP.JEAN WYLLYS, O MAIOR INIMIGO DO BEM, POIS ELE MENTE DESCARADAMENTE E LUTA PELA IMPLANTAÇÃO SÓMENTE DE LEIS QUE VÃO PREJUDICAR A POPULAÇÃO BRASILEIRA, PRINCIPALMENTE OS CRISTÃOS E OS QUE SÃO PRÓ-FAMÍLIA E CASAMENTO TRADICIONAL E CONTRA O ABORTO, NO LINK: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2013N36942

VEJA AS HORRÍVEIS LEIS PELAS QUAIS ESTE DEPUTADO GAY TEM LUTADO PARA APROVAR NO LINK: http://defesa-hetero.blogspot.com.br/2013/03/temos-que-mudar-isto-dep-marco.html#.UVc2MBysiSo

BOMBA:Manifestações contra Marco Feliciano envolvem funcionários públicos que, em vez de trabalharem, passam horas fazendo tumulto contra o deputado evangélico

Gente, aproveito para indicar a página de Facebook do meu blog, para que voces vão lá e cliquem "like" para acompanhá-la: http://www.facebook.com/pages/Blog-Julio-Severo/185623904807430



Tiago Oliveira, assessor da liderança do PV e Rodrigo Cademartori, assessor de Érica Kokay em protesto contra o deputado Marco Feliciano (Gabriel Castro)

Assessores parlamentares de PT, PV e PSOL participam regularmente de protestos que atormentam o presidente da Comissão de Direitos Humanos, deputado Marco Feliciano (PSC-SP). E que agora terminam em violência Gabriel Castro, de Brasília

Nas últimas quatro semanas, a presença do deputado Marco Feliciano, do PSC, no comando da Comissão de Direitos Humanos da Câmara tem provocado protestos de militantes do movimento LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais), insuflados por parlamentares do PSOL e do PT. Nesta quarta-feira, durante o tumulto que terminou com uma pessoa detida pela Polícia Legislativa, um detalhe chamou a atenção: os crachás de funcionários da Câmara – alguns à mostra, outros escondidos – pendurados no pescoço dos manifestantes. Misturados ao grupo que tem promovido os protestos, são funcionários de gabinetes da Câmara, pagos com dinheiro público, em horário de expediente de trabalho.

Tiago Oliveira, assessor da liderança do PV e Rodrigo Cademartori, assessor de Érica Kokay em protesto contra o deputado Marco Feliciano (Gabriel Castro)

Algumas caras são recorrentes nesses atos. Uma delas é Rodrigo Cademartori, conhecido como Rodrigo "Pilha", assessor da deputada Érica Kokay (PT-DF). Liga do ao PT, ele saltou direto do movimento estudantil para um confortável cargo de confiança - primeiramente na Câmara Legislativa do Distrito Federal, depois na Câmara dos Deputados. Para quebrar a monotonia do serviço público, ele costuma participar de protestos no horário de expediente. O rapaz, velho conhecido da segurança da Câmara, foi um dos baderneiros que tentaram calar a blogueira Yoani Sánchez aos berros, quando a cubana visitou o Congresso em fevereiro. Rodrigo "Pilha" recebe mensalmente cerca de 4 200 reais.

Tiago Oliveira, assessor do PV, também resolveu usar o tempo de trabalho para protestar contra Feliciano. "Hoje não tenho nada na agenda", disse ele, candidamente, ao site de VEJA nesta quarta-feira. Sem esconder que usa o horário de trabalho para fazer militância, o assessor até aceita posar para foto. Ironicamente, o patrão de Tiago, o líder do PV, Sarney Filho (PV-MA), indicou um pastor evangélico para a comissão: Henrique Afo nso (PV-AC), que ajudou a eleger Feliciano.

Os comissionados do PSOL são mais discretos: dão suporte aos manifestantes sem repetir as palavras de ordem gritadas pelos corredores da Câmara. Um deles, identificado como Alexandre, é assessor da liderança do partido na Câmara. Na última quarta, ele orientava os manifestantes sobre o melhor roteiro a ser percorrido dentro do Congresso. Indagado pelo site de VEJA, Alexandre disse apenas que estava lá para impedir abusos.

Outra assessora, apontada pelo próprio Alexandre como funcionária do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), também auxilia os militantes — alguns deles, filiados ao PSOL. Também havia representantes do PSTU no movimento contrário a Feliciano. E nem sempre os representantes dos partidos envolvidos nos protestos se entendem: na última manifestação, quando uma manifestante ligada ao PSTU lançou críticas à presidente Dilma Rousseff, Rodrigo Cademartori, ou "Pilha", reagiu e chamou a jovem de "aparelhista" — seja lá o que isso significar.

O grupo de parlamentares de siglas de esquerda e militantes dos movimentos LGBT acusam o pastor de ter dado declarações racistas e homofóbicas. Desde então, Feliciano tem enfrentado transtornos nos corredores do Congresso, anda escoltado por seguranças e tem sido impedido de comandar as atividades da comissão. Ele também virou alvo de ataques nas redes sociais.
Pastor da Igreja Assembleia de Deus e deputado federal de primeiro mandato, Marco Feliciano enfrenta a resistência de partidos de esquerda que tradicionalmente reivindicam o comando da comissão, mas abriram mão do posto neste ano e agora não aceitam a indicação de um pastor evangélico para a cadeira. No caso do PT, o partido não pleiteou a presidência do colegiado para ter o direito de chefiar comissões consideradas mais nobres, como a de Constituição e Justiça (CCJ), que abriga os mensaleiros José Genoino (SP) e João Paulo Cunha (SP), ambos condenados pela Justiça. Ou seja, pelo acordo fechado previamente entre os partidos, a presidência da Comissão de Direitos Humanos é cota da bancada do PSC e cabe ao partido escolher seu representante, o que torna a indicação de Feliciano legítima.

Violência — Nesta quarta-feira, depois que Feliciano mudou o local da reunião e manteve os manifestantes do lado de fora, eles resolveram ir até o gabinete do deputado. Impedidos por seguranças, que formavam uma barreira em um corredor do anexo 4, os militantes tomaram a iniciativa; em vantagem numérica, deram empurrões nos funcionários da Câmara e geraram um grande tumulto. Um jovem foi detido: Allysson Prata, que é funcionário da Administração Regional de Ceilândia, uma espécie de subprefeitura mantida pelo governo do petista Agnelo Queiroz no Distrito Federal.

Prata é ligado à deputada distrital Luzia de Paula (PEN). Presença constante nos protestos contra Feliciano, o jovem chegou a ser detido pela Polícia Legislativa quando tentava invadir o gabinete de Marco Feliciano nesta quarta-feira. Allysson usa sua página no Facebook para convocar os militantes de esquerda para os protestos contra o presidente da Comissão de Direitos Humanos. Não se sabe em que momento ele bate ponto no trabalho.

Não só os funcionários do Legislativo fogem do trabalho para aderir à mi litância: Jandiara Machado é funcionária do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, onde o expediente ocorre só durante a tarde. Mas, por volta das 15h desta quarta, ela estava na Câmara dos Deputados para protestar contra Feliciano. E se justificou: "Depois eu faço reposição de horário". Até agora, os militantes profissionais não anunciaram nenhum protesto contra funcionários públicos que se ausentam das funções durante o horário de trabalho.

Fonte: Revista Veja
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:
Marco Feliciano, a Comissão de Direitos Humanos e a evidência escandalosa de uma fraude intelectual e política
Protesto contra Marco Feliciano no Rio une políticos esquerdistas, pastores e pais-de-santo
Marco Feliciano, não renuncie!
Sereia traiçoeira: Por que as esquerdas odeiam Marcos Feliciano?
“Para quê existe a ANAJURE?” O caso Marco Feliciano
Silas Malafaia denuncia pastores esquerdistas que estão atacando Marcos Feliciano
Vergonha: Líderes evangélicos, apoiados pela revista Ultimato, se unem ao PT no pedido de remoção de Marcos Feliciano da Comissão de Direitos Humanos
Evangélicos progressistas exigem remoção de Marcos Feliciano da Comissão de Direitos Humanos

Ex-presidente polonês diz que minoria homossexual 'castiga maioria'

Contribuição de nossa correspondente da Europa:

Walesa diz que suas opiniões levaram ao cancelamento de conferências.

Várias organizações o acusaram de ser um antidemocrata.

ers)

O prêmio Nobel da Paz e ex-presidente polonês Lech Walesa disse nesta terça-feira (26) que suas opiniões sobre a homossexualidade levaram ao cancelamento de suas duas conferências nos Estados Unidos, o que demonstra que a minoria gay é "efetiva" e "persegue e castiga a maioria".

Walesa, considerado o herói na luta contra o comunismo e símbolo da chegada da democracia à Polônia, disse há algumas semanas que os homossexuais "deveriam se sentar na última fila do Parlamento ou até mesmo atrás de um muro", e não pretender impor suas posturas minoritárias frente à maioria da população.


O ex-presidente polonês e Prêmio Nobel da Paz Lech Walesa, em foto de arquivo (Foto: Reuters)

Em entrevista à emissora "RMF", Walesa lamentou nesta terça que as declarações tenham levado ao cancelamento de duas conferências nos Estados Unidos e que ele tenha deixado de ganhar US$ 70 mil. O político se considera uma "vítima" do "lobby gay", que acusa de "usar sua influência diretamente" contra ele e de ser uma força que se baseia "na dor e no ressentimento".

Após as declarações polêmicas, várias organizações de gays e lésbicas o acusaram de ser um inimigo das minorias, de representar a extrema direita e de ser um antidemocrata.

"Têm que fazer alarde (de sua tendência sexual) diante da maioria?'", questionou novamente nesta terça o político polonês, se referindo à parada anual do orgulho gay em Varsóvia e outras cidades do mundo. "Deveriam ser recatados, se fechar a sua intimidade, não mostrar (sua sexualidade)", queixava-se o ex-líder do Solidariedade.

A Polônia é um dos países mais conservadores e católicos da Europa, embora, paradoxalmente, seu Parlamento tenha um deputado abertamente homossexual, Robert Biedron, e um parlamentar transexual, Anna Grodzka, ambos do partido anticlerical Movimento Palikot.

Lech Walesa, que tem oito filhos e é reconhecidamente um católico praticante, foi o primeiro presidente da Polônia democrática e suas opiniões ainda são referência entre grande parte da sociedade polonesa.

sexta-feira, 29 de março de 2013

Especialistas afirmam que caso Feliciano é uma amostra da força política dos evangélicos no Brasil

sexta-feira, 29 de março de 2013

Especialistas entendem que a indicação de Marco Feliciano para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados expõe a consolidação do poder político das religiões no Brasil, sobretudo da evangélica, que tem registrado crescimento vultuoso na sociedade brasileira.

A informação acima foi publicada pela agência alemã Deutsche Welle, que mensurou o crescimento político dos evangélicos: em 20 anos, o número de parlamentares da bancada evangélica se multiplicou, passando de 23 em 1990, para 73 em 2010.

Para Christina Vital, professora de ciências sociais da Universidade Federal Fluminense (UFF), “os católicos sempre foram hegemônicos no Brasil, você não precisava nem dizer que pertencia a essa religião. Mas, com o crescimento dos evangélicos, há um desequilíbrio nessa equação. A disputa foi para além dos limites do campo religioso, porque estar na política é garantir espaços privilegiados”, afirma.

Este poderio político cristão no Brasil se consolida no Legislativo através da aliança entre católicos e evangélicos, que juntos somam 95 parlamentares que se impõe contra questões como aborto, casamento gay e liberação das drogas.

A definição contemporânea de Direitos Humanos coloca os religiosos num quadro de contestação por parte dos ativistas gays, por exemplo. A matéria da Deutsche Welle, no entanto, destaca que após a redemocratização, evangélicos e católicos foram importantes “para o avanço dos direitos humanos e pautas da minoria, como temas ligados à terra, melhoria das condições de trabalho e dos direitos cidadãos”, e pondera lembrando que “os assuntos, no entanto, não afetavam a reprodução e a sexualidade”.

A Frente Parlamentar em Defesa da Vida e Preservação da Família reúne 192 deputados, entre políticos eleitos diretamente por sua atuação religiosa e outros que de alguma forma se identificam com os princípios conservadores de preservação da vida, representado 40% do Congresso Nacional.

“Não são somente eles que são conservadores. Eles vocalizam boa parte do que a população brasileira pensa sobre aborto, direitos das mulheres e de homossexuais”, constata a professora Christina Vital. Numa comparação com a Alemanha, o professor Frank Usarski, que leciona ciências da religião na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), afirma que, o pluralismo das forças religiosas é menor no Brasil, entretanto a influência da religião se mostra mais forte: “O enraizamento das igrejas na consciência e na realidade social dos brasileiros é maior”, diz.

Christina Vital observa ainda que a questão do Estado Laico no Brasil é confusa, levando em consideração que o termo é muito abrangente. A professora ilustra a questão citando o fato de que aqui, não há contribuição direta do Imposto de Renda para instituições religiosas, como em alguns países da Europa, mas há por parte do Estado um diálogo com as religiões, por exemplo: “Por esse lado, o Estado é laico. Mas, por outro, se laicidade não é a presença da religião ou não ter a interlocução da religião com o segmento político, aí o Brasil não é laico. No Brasil, há uma enorme presença do elemento religioso no espaço público”, resume.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+ http://noticias.gospelmais.com.br/especialistas-caso-feliciano-amostra-forca-politica-evangelicos-52035.html

AGORA SIM, a CDHM vai agir como os Brasileiros querem: não vai aprovar leis pró-prostituição de Jean Wyllys, etc

Feliciano dá relatoria de projeto que regulariza prostituição a pastor que é seu principal aliado

Agência O Globo

Publicação: 28/03/2013 17:01 Atualização:

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, deputado Marco Feliciano (PSC-SP), entregou a relatoria de projetos polêmicos a seus principais aliados e parlamentares religiosos com posição contrária às propostas. O projeto que regulamenta a prostituição como profissão, de autoria de Jean Wyllys (PSOL-RJ), será relatado pelo Pastor Eurico (PSB-PE), principal aliado de Feliciano na comissão e que tem até participado de bate-bocas nos corredores em defesa do presidente da comissão.

A escolha de Eurico como relator foi uma premeditada ação de provocação de Feliciano, apurou a reportagem. Jean Wyllys é tido como o principal opositor do grupo de Feliciano e chegou a anunciar que não participaria da comissão sob a presidência do parlamentar do PSC. O projeto do deputado do PSOL foi batizado por ele mesmo como "Lei Gabriela Leite", nome de uma ex-prostituta, militante da causa e criadora da grife Daspu.

A proposta regulamenta a atividade dos profissionais do sexo, proíbe a apropriação maior que 50% do rendimento de prestação de serviço sexual por terceiro, permite a criação de cooperativa da categoria e a possibilidade de serem considerados trabalhadores autônomos.

"A prostituição é atividade cujo exercício remonta à antiguidade e que, apesar de sofrer exclusão normativa e ser condenada do ponto de vista moral ou dos “bons costumes”, ainda perdura. É de um moralismo superficial causador de injustiças a negação de direitos aos profissionais cuja existência nunca deixou de ser fomentada pela própria sociedade que a condena. Trata-se de contradição causadora de marginalização de segmento numeroso da sociedade" , argumenta Jean Wyllys na proposta.ADENDO ADHT: 'A boca fala do está cheio o coração'. Não adianta a MIDIA MARRON querer defender o 'errado' como 'certo' e o 'certo' como 'errado'. Já perceberam: OS VALORES SE INVERTERAM NA AGENDA GAY. CHEGOU A HORA DE CONSERTAR TUDO ISSO".

O Pastor Eurico faz defesa ardorosa de Feliciano não só na comissão, como pelos corredores da Câmara. Na terça-feira, após reunião de lideranças dos partidos que discutiu o caso Feliciano, ele intervinha nas entrevistas dos líderes e fazia provocações e ameaças.

"Se tirarem o Feliciano vamos trazer 50 mil evangélicos para a porta do Congresso. Por que os mensaleiros (quatro deputados condenados do mensalão) estão na Casa, fazendo parte de comissões e o Feliciano não pode?", dizia o Pastor Eurico.

Acompanhe também o Pernambuco.com pelo Twitter

quinta-feira, 28 de março de 2013

Marco Feliciano, a Comissão de Direitos Humanos e a evidência escandalosa de uma fraude intelectual e política

Texto fantástico do Reinaldo Azevedo sobre o caso Feliciano.

Reinaldo Azevedo

O deputado Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, expulsou da sala um manifestante que o chamou de “racista”. O rapaz integrava a turma que queria impedir uma nova sessão da comissão. A pauta do dia nada tinha a ver com direitos dos gays, mas com a contaminação por chumbo na cidade de Santo Amaro da Purificação, na Bahia, terra de Caetano Veloso.

Caetano Veloso é aquele senhor que se destaca na música e que acredita, com acerto, que o Brasil precisa de um Congresso. Mas deu a entender também que o Congresso aceitável é aquele formado por pessoas com as quais ele concorda. Se jovens cantores e compositores se inspirarem em Caetano, estarão, creio, no bom caminho no que respeita à música popular. Se pessoas interessadas em democracia política tiverem Caetano como referência, aí estamos fritos.

Mas volto. “Racismo” é crime. Acusar alguém de “racista” corresponde a acusá-lo de ter cometido um crime. Não havendo provas, trata-se de calúnia, o que também é… crime!!! A imprensa brasileira tem sido vergonhosa nesse caso. Ela é livre para odiar Feliciano o quanto quiser; é livre para considerá-lo o mais despreparado dos seres para essa comissão ou qualquer outra. Mas é uma estupidez acusar alguém de homofobia por ser contra o casamento gay ou de racismo porque cita (e mal) um trecho da Bíblia. Isso é militância, não é jornalismo. Eu opino bastante, sim, quebro o pau a valer. Mas não atribuo nem às pessoas que mais desprezo crimes que não cometeram só para facilitar a minha crítica. Ao contrário até: prefiro a crítica difícil; prefiro demonstrar o erro de quem considero aparentemente certo a evidenciar o obviamente errado. Que graça há nisso?

Feliciano mandou retirar o rapaz da Câmara. Se quiser, pode processá-lo, sim, e aí o moço teria de provar que Feliciano cometeu racismo — se não o fizer, caracteriza-se a calúnia.

Muito bem! Expulso, e com motivos, da sala, Marcelo Regis Pereira, de 35 anos, antropólogo, gravou um vídeo, que já está no YouTube. Diz-se vítima de preconceito — e a imprensa está dando corda — por ser, atenção!, “negro, gay e pobre”. Vejam o vídeo (postado aqui no site da militante gayzista Erika Kokay[ATIVISTA GAY]: http://youtu.be/hZMfXS-77RM )" .

Negro, como se vê, Pereira não é. Como ele mesmo diz, assim ele se “autodeclara”. Eu posso me “autodeclarar” índio, por exemplo. Tenho legitimidade pra isso. Meu bisavô paterno mal arranhava o português.

Aliás, a melhor parte que há em mim é o Espírito da Floresta. Feliciano, que tem comprovadamente a mãe negra, deve ser mais negro do que o acusador.

Ele chama o outro de “racista”, é expulso da sala e diz “Fizeram isso porque sou gay”[ADENDO ADHT: Eu venho insistindo que estas manifestações estão sendo feitas pelos Ativistas Gays apoiados por parlamentares Gays e Simpatizates da prática homossexual]".

Ainda que isso estivesse na cara, ser gay não lhe dá o direito de ofender os outros. Ou dá? Mas como Feliciano poderia saber? Está escrito na testa? Há gente que parece e é, que não parece e é, que parece e não é… A menos que devamos estabelecer agora um outro padrão. Ofendido por alguém, ao reagir, devemos antes indagar: “Por favor, cidadão, como o senhor define a sua sexualidade? Hétero? Ah, então vou responder”. Ou no outro caso: “Ah, o senhor é gay? Então eu peço desculpas por tê-lo levado a me ofender”.

O rapaz tem 35 anos e é antropólogo. Não existe faculdade de antropologia no Brasil. É uma pós-graduação. Isso quer dizer que ele tem um curso universitário e uma especialização. É esse o padrão da pobreza no Brasil? Tome tento, meu senhor! Tenha compostura! Não seja ridículo! Pobre não tem cara, não! Mas a pobreza, ah, essa tem!!! Revejam: é o caso dele? Ademais, meus caros, “universitário com especialização” se declarar ”pobre”, num país como o Brasil, ofende a inteligência de qualquer pessoa de bom senso.

Esse vídeo é a manifestação do mais escancarado oportunismo. Faltassem evidências da pantomima que está em curso, agora não falta mais, está aí.

De fato, há gente acreditando que é legítimo invadir uma comissão, subir na mesa, chamar o outro de racista etc. Uma vez coibida a agressão, então é hora de gritar: “Preconceito!”. Com a pressurosa colaboração da imprensa, esse troço está indo longe demais!

Se e quando, na comissão, Feliciano fizer alguma coisa que esteja fora de sua competência e de seu direito legal, então que se proteste — aliás, a praça é imensa! Tentar arrancá-lo de lá porque não gostam de suas opiniões é intolerância, sim. De resto, esses fanáticos não se dão conta de que, na prática, estão dando à luz um herói.

Fonte: Reinaldo Azevedo

Divulgação: www.juliosevero.com

Leitura recomendada no BLOG www.juliosevero.com:
Protesto contra Marco Feliciano no Rio une políticos esquerdistas, pastores e pais-de-santo
Marco Feliciano, não renuncie!
Sereia traiçoeira: Por que as esquerdas odeiam Marcos Feliciano?
“Para quê existe a ANAJURE?” O caso Marco Feliciano
Silas Malafaia denuncia pastores esquerdistas que estão atacando Marcos Feliciano Vergonha: Líderes evangélicos, apoiados pela revista Ultimato, se unem ao PT no pedido de remoção de Marcos Feliciano da Comissão de Direitos Humanos
Evangélicos progressistas exigem remoção de Marcos Feliciano da Comissão de Direitos Humanos

quarta-feira, 27 de março de 2013

Ativistas Gays no CDHM hoje novamente, já é caso de Polícia, Anarquia e Zorra Total !

Marco Feliciano manda polícia prender manifestante
27/3/2013 16:15
Por Redação - de Brasília

ISTO NÃO É DIREITO DE EXPRESSÃO, MAS SIM ANARQUIA E O PRESIDENTE DO CONGRESSO PRECISA TOMAR AÇÕES IMEDIATAS PARA COIBIR ESTE DESRESPEITO PARA COM O DEP.MARCO FELICIANO.POLICIA DO PLANALTO, FAÇAM ALGO, INDO A PELO MENOS ALGUMAS DESTAS SESSÕES INICIAIS E CONFRONTANDO ESTES BADERNEIROS E METENDO-OS NA CADEIA.

Diante de um novo protesto contra o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Pastor Marco Feliciano, a polícia legislativa prendeu um manifestante durante a sessão da convocada para a tarde desta quarta-feira. A ordem partiu do próprio Marco Feliciano, cerca de 10 minutos após tentar dar início à reunião. O deputado foi chamado de racista pelo manifestante Marcelo Régis, que foi conduzido à sede da polícia legislativa para prestar depoimento. Marco Feliciano não conseguiu ir adiante na sessão e transferiu a audiência pública para um recinto fechado, onde só puderam entrar parlamentares, jornalistas e assessores.

O assunto em pauta era a situação dos torcedores do Corinthians, presos na Bolívia após a morte de um integrante da torcida rival.

Parlamentares contrários à permanência do pastor à frente da comissão articulam formas alternativas de retirá-lo do cargo. Uma das estratégias será o esvaziamento da comissão, retirando membros de outros partidos, de forma a enfraquecê-la. André Moura, líder do partido na Câmara, e que chegou a cogitar a troca de Feliciano, afirmou que a decisão foi conduzida pela executiva do partido e tomada em comum acordo com a bancada. Ele afirmou que agora irá comunicar a decisão ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Assista ao vídeo:
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=FgjSC6rpZYs

ADENDO ADHT :
É um jogo anti-democrático e sujo que alguns políticos estão fazendo, usando Ativistas Gays e os inflamando contra a autoridade concedida ao Dep. Marco Feliciado para ser Presidente da CDHM.
Pedimos a todos que mesmo que você não se simpatize com o Deputado Feliciano, ele foi eleito por 212.000 votos pelo povo e foi eleito Presidente do CDHM por unanimidade. Por trás deste movimento, existem parlamentares da Ala Gay e os "cartolas" das Associações Gays que querem continuar "MAMANDO" nas tetas dos governos das tres esferas(Federal, Estaduais e Municipais) para continuarem a Revolução Cultural para DESTRUIÇÃO DOS VALORES MORAIS, RELIGIOSOS E DA FAMILIA BRASILEIRA. Por isto.

"PARA MUDAR ESTE QUADRO, PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS.

PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS.

O que está em jogo não é a pessoa do Parlamentar, mas sim por ser ele um CRISTÃO a Presidir a CDHM, agora. Temos que nos UNIR, REAGIR, rápido, ASSINANDO A PETIÇÃO deste LINK:

http://www.peticaopublica.com.br/?pi=ADHT

ASSINE TAMBÉM A PETIÇÃO PELA CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEP.JEAN WYLLYS, O MAIOR INIMIGO DO BEM, POIS ELE LUTA PELA IMPLANTAÇÃO SÓMENTE DE LEIS QUE VÃO PREJUDICAR A POPULAÇÃO BRASILEIRA, PRINCIPALMENTE OS CRISTÃOS E OS QUE SÃO PRÓ-FAMÍLIA E CASAMENTO TRADICIONAL E CONTRA O ABORTO, NO LINK:
http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2013N36942

A esquerda brasileira e o desprezo pela família João Cruzué

ENTENDA O QUE É O SOCIALISMO(OU ESQUERDA)E QUANTO MAL ELE TRÁS PARA QUALQUER SOCIEDADE...

A família? Ora, a família... essa instituição atrasada e desnecessária. Antigamente, a sociedade aceitava a união de um homem com uma mulher com a base de um lar. Hoje, estamos na pós-modernidade e todas as instituições devem ser desconstruídas para dar lugar a novas formas de relacionamentos.



LEIA O RESTANTE DO ARTIGO NO LINK:
http://juliosevero.blogspot.com.br/2013/03/a-esquerda-brasileira-e-o-desprezo-pela.html

ADENDO ADHT: "PARA MUDAR ESTE QUADRO, PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS. PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS. O que está em jogo não é a pessoa do Parlamentar, mas sim por ser ele um CRISTÃO a Presidir a CDHM, agora. Temos que nos UNIR, REAGIR, rápido, ASSINANDO A PETIÇÃO deste LINK: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=ADHT. ASSINE TAMBÉM A PETIÇÃO PELA CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEP.JEAN WYLLYS, O MAIOR INIMIGO DO BEM, POIS ELE LUTA PELA IMPLANTAÇÃO SÓMENTE DE LEIS QUE VÃO PREJUDICAR A POPULAÇÃO BRASILEIRA, PRINCIPALMENTE OS CRISTÃOS E OS QUE SÃO PRÓ-FAMÍLIA E CASAMENTO TRADICIONAL E CONTRA O ABORTO, NO LINK: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2013N36942

ISTO É CRUEL: Veja as quantidades de abortos em Portugal desde sua aprovação em 2007

Do Blog do Carlos Roberio: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=545712762139809&l=8b3d4b5a17



Você vai querer ver está estatística no nosso Brasil com a legalização do aborto?

ABORTO, OS NÚMEROS DE PORTUGAL!!

DESDE QUE PORTUGAL APROVOU O ABORTO OS NUMEROS SAO ASSUSTADORES:

EM 2007 FOI O PRIMEIRO ANO EM QUE O NUMERO DE MORTES SUPEROU OS NUMERO DE NASCIMENTOS.

EM 2009 FOI O PRIMEIRO ANO COM MENOS DE 10.000 NASCIMENTOS!

ABORTOS LEGAIS “POR OPÇÃO DA MULHER” REALIZADOS NOS 3 ANOS QUE SE SEGUIRAM À ENTRADA EM VIGOR DA LEI 16/2007 (JULHO DE 2007):

15.593
(1º ANO JUN -07 A JUN-08)

18.990
(2º ANO JUN-08 A JUN-09)

19.591
3º ANO JUL-09 A JUN-10)



DESDE QUE A LEI FOI APROVADA JA FORAM MORTOS MAIS DE 65.000 PORTUGUESES!!!


35% DOS ABORTOS FORAM REALIZADOS POR MULHERES ESTUDANTES E DESEMPREGADAS

A MAIOR PARTE DAS MULHERES QUE REALIZARAM O ABORTO POR OPÇÃO ESTÃO ENTRE OS 20- E 34 ANOS.

EM 2009 HOUVE UMA REDUÇÃO DOS ABORTOS NAS CAMADAS COM MENOS INSTRUÇÃO E UM AUMENTOS NAS CAMADAS MAIS INSTRUIDAS



54% DAS GRAVIDEZES DE MULHERES QUE NÃO VIVEM COM O PAI DO BEBÊ TERMINARAM EM ABORTO, OU SEJA, MAIS DE 1 EM CADA 2 GRAVIDEZES DE MÃES QUE NÃO VIVEM COM O PAI DO BEBÊ TERMINARAM EM ABORTO!

40% DOS ABORTOS REALIZADOS NESSES 4 ANOS FORAM REALIZADOS POR MULHERES QUE NUNCA TIVERAM FILHOS

APENAS 8% DOS ABORTOS FORAM REALIZADOS POR MULHERES COM 3 OU MAIS FILHOS

21% DOS ABORTOS REALIZADOS EM 2009 FORAM REALIZADOS POR MULHERES QUE JÁ HAVIAM ABORTADO"POR OPÇÃO"

EM 2007, NO ANO DA ENTRADA EM VIGOR DA NOVA LEI, O ABORTO CLANDESTINO TERÁ ATINGIDO O SEU NÍVEL MAIS ALTO DESDE 2002 (AUMENTOU DEPOIS DA LEGALIZAÇÃO!!)

OS MAIS DE 65.000 ABORTOS “LEGAIS POR OPÇÃO” REALIZADOS DESDE 2007 TERÃO CUSTADO AO ESTADO PORTUGUES PERTO DE 100 MILHÕES DE EUROS! (num momento de crise em que se fala em medidas de austeridade e cortes nos gastos públicos poderiam pensar em cortar nesses gastos)

EM 2011 HÁ 422 EDUCADORAS DE INFÂNCIA E 422 AUXILIARES QUE NÃO TIVERAM EMPREGO POR CAUSA DO ABORTO “POR OPÇÃO”

COM OS MAIS DE 65.000 ABORTOS LEGAIS “POR OPÇÃO” PERDERAM-SE 85 MILHÕES DE EUROS POR ANO EM CONTRIBUIÇÕES PARA A SEGURANÇA SOCIAL

ABORTO É A 3ª CAUSA DE MORTE EM PORTUGAL!!

“As mulheres já começam a ver a interrupção da gravidez como um método de planejamento familiar […],como algo inócuo, sem consequências" Pedro Canas Mendes, do Hospital Particular de Almada

“O aborto recorrente está a tornar‐se um grande problema de saúde pública” Miguel Oliveira e Silva, obstetra e professor de ética médica.

(dados da Federação Portuguesa pela Vida)
http://www.federacao-vida.com.pt/

ADENDO ADHT : IMAGINEM QUE PORTUGAL TEM UM POUCO MAIS DE 10 milhões DE HABITANTES E O BRASIL 200 MILHÕES, OU SEJA, OS Números seriam mais ou menos os seguintes depois da lei entrar em vigor no Brasil:
15.593 x 20 = 311.860 abortos
(1º ANO)

18.990 x 20 = 379.800 abortos
(2º ANO)

19.591 x 20 = 391.820 abortos
(3º ANO)

TOTAL EM TRÊS ANOS, SUBESTIMADO, PORQUE OS PORTUGUESES SÃO BEM MAIS CONSERVADORES QUE OS BRASILEIROS, TERÍAMOS ALGO ASTRONÔMICO DE ASSASSINATOS DE BEBÊS PROXIMO OU MAIOR QUE :1.083.480 BEBÊS BRASILEIROS QUE NÃO TERÃO O PRIVILÉGIO DE VER AS BELEZAS DE NOSSO PAÍS, UM DOS MAIS RICOS DO MUNDO.

A CHINA COM POUCO MAIS DE TERRAS QUE O BRASIL PODE SUSTENTAR QUASE 1.3 BILHÕES DE PESSOAS E O BRASIL ACEITAR A DESGRAÇA DA MORTE DE SEUS FILHOS.

Ó PÁTRIA AMADA...MÃES NADA GENTIS. GOVERNO E POLÍTICOS CARRASCOS E ASSASSINOS DE CRIATURAS INDEFESAS. DAMOS NOSSAS VIDAS, MAS NÃO PERMITIREMOS QUE O ABORTO SEJA APROVADO NO BRASIL.

Colaboração do blog do Pr. Carlos Robério

ADHT - Defesa da Família e do Casamento, Contra o Aborto; e contra o Ativismo e Agenda Gay. Rev. Alberto Thieme Presidente

terça-feira, 26 de março de 2013

NOVO dia do FICO: Para a Felicidade Geral da Nação, diga ao Povo que Fico

26/03/2012

Após reunião, PSC decide manter Marco Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos

Postado por Josiel Dias



Deputado é “ficha limpa” e “tem todas prerrogativas para estar na presidência”, diz partido Depois de o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (PMDB-RN), dar um ultimato para o PSC encontrar uma solução para a presidência da Comissão de Direitos Humanos, o partido anunciou nesta terça-feira (26) que Marco Feliciano (PSC-SP) vai continuar na presidência do órgão.

Na última semana, Feliciano enfrentou mais manifestações contrárias à sua permanência no comando da comissão e até abandonou uma sessão porque se irritou com os protestos. Mesmo assim, o vice-presidente nacional do PSC, pastor Everaldo Pereira, informou hoje que Feliciano não vai renunciar.

— O deputado Feliciano já se desculpou por colocações mal feitas. Qualquer um pode deslizar nas palavras, pode errar. Informamos aos senhores e senhoras que o PSC não abre mão da indicação feita pelo partido. Avaliza e repito: não abre mão da indicação feita.

Pereira lembrou que o deputado Marco Feliciano “foi eleito pela maioria dos membros da comissão” e que não tem antecedentes que o comprometem para explicar uma eventual renúncia.

— Feliciano é um deputado ficha limpa, tendo todas as prerrogativas para estar na presidência da comissão de Direitos Humanos e Minorias.

Informação R7
Fonte: http://networkedblogs.com/JG7ft

"PARA MUDAR ESTE QUADRO, PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS.

PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS.

O que está em jogo não é a pessoa do Parlamentar, mas sim por ser ele um CRISTÃO a Presidir a CDHM, agora. Temos que nos UNIR, REAGIR, rápido, ASSINANDO A PETIÇÃO deste LINK: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=ADHT.

ASSINE TAMBÉM A PETIÇÃO PELA CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEP.JEAN WYLLYS, O MAIOR INIMIGO DO BEM, POIS ELE LUTA PELA IMPLANTAÇÃO SÓMENTE DE LEIS QUE VÃO PREJUDICAR A POPULAÇÃO BRASILEIRA, PRINCIPALMENTE OS CRISTÃOS E OS QUE SÃO PRÓ-FAMÍLIA E CASAMENTO TRADICIONAL E CONTRA O ABORTO, NO LINK: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2013N36942

ACABOU A'MAMATA' NA CDHM DEPOIS DE 16 ANOS: Manifestantes [GAYS] pelo Brasil protestam contra dep.Marco Feliciano. ASSINE

Publicado em 16 de março de 2013 Pavarini há mais de 10 dias...
Mais uma prova de que o levante foi relamente dos ATIVISTAS GAYS, conforme publicamos no artigo : http://defesa-hetero.blogspot.com.br/2013/03/veja-safadeza-da-midia-marron.html#.UVIa-hysiSo da semana passada.

"PARA MUDAR ESTE QUADRO, PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS.

PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS.

O que está em jogo não é a pessoa do Parlamentar, mas sim por ser ele um CRISTÃO a Presidir a CDHM, agora. Temos que nos UNIR, REAGIR, rápido, ASSINANDO A PETIÇÃO deste LINK:
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=ADHT.

ASSINE TAMBÉM A PETIÇÃO PELA CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEP.JEAN WYLLYS, O MAIOR INIMIGO DO BEM, POIS ELE LUTA PELA IMPLANTAÇÃO SÓMENTE DE LEIS QUE VÃO PREJUDICAR A POPULAÇÃO BRASILEIRA, PRINCIPALMENTE OS CRISTÃOS E OS QUE SÃO PRÓ-FAMÍLIA E CASAMENTO TRADICIONAL E CONTRA O ABORTO, NO LINK:
http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2013N36942

VEJA AS FOTOS E TIRE SUAS PROPRIAS CONCLUSÕES:"


Manifestantes [GAYS] realizam protesto contra o presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, o pastor Marco Feliciano (PSC), na avenida Paulista, em São Paulo, neste sábado (16) (foto: Leandro Moraes/UOL)/BR>
foto: Leandro Moraes/UOL


Sara Winter, ativista do movimento Femen no Brasil[GAY], participa de protesto contra o presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, o pastor Marco Feliciano (PSC), na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, neste sábado (16) Thiago Louza/Brazil Photo Press/Agência O Globo


foto: Thiago Louza/Brazil Photo Press/Agência O Globo


Manifestantes[GAYS] protestam contra o presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, o pastor Marco Feliciano (PSC), no centro de Curitiba, neste sábado (16) Grupo Dignidade/Divulgação[GAY]

Manifestantes se concentraram na Avenida Paulista (Foto: Nelson Antoine/Foto Arena/ Estadão Conteúdo) Publicado originalmente no G1

Grupos de manifestantes[GAYS] protestaram neste sábado (16) contra nomeação do pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC) para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

Manifestação[GAY] no Largo da Catebral, em Campinas,
SP. (Foto: Uéber Rosário/Futura Press/
Estadão Conteúdo)



Em Florianópolis (SC), um grupo de pessoas se reuniu na Praça XV segurando cartazes com mensagens[GAYS] contra parlamentar. Outra mobilização aconteceu em Salvador (BA), na praça do Campo Grande, com a participação da banda afro-brasileira Olodum[INFLUENCIA DE JEAN WYLLYS E DR. LUIZ MOTT?].

O deputado é alvo de protestos[GAYS] porque, em 2011, postou mensagens polêmicas em redes sociais sobre africanos e homossexuais. Ele é alvo de ação penal no Supremo Tribunal Federal por estelionato e de inqúerito no qual foi acusado de discriminação por frase supostamente homofóbica.

Outros protestos[GAYS] ao longo da semana

Integrante do Femen Brasil[Entidade Gay] participa de manifestação no Rio de Janeiro. (Foto: Christophe Simon/AFP) Integrantes do movimento das Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis (LGBT) de Maceió (AL) fizeram um protesto[GAY] em frente à Assembleia Legislativa de Alagoas na tarde de sexta-feira (15) contra a eleição de Feliciano (PSC-SP) à presidência da comissão.

Em Manaus, representantes da sociedade civil[GAY] e da classe trabalhadora[GAY] protestaram na sede da Assembleia Legislativa do Amazonas na quinta-feira (14).

Em Rio Branco (AC), manifestantes[GAYS] realizaram um “velório” em frente ao Palácio Rio Branco, no centro da capital. “Estamos de luto pelos direitos humanos no Brasil”, disse Germano Marino, presidente da Associação dos Homossexuais do Acre.

Feliciano (PSC-SP) cancelou a gravação de seu programa de televisão semanal, que aconteceria durante um culto evangélico na próxima segunda-feira (18), em Ribeirão Preto (SP), após ser alvo de protestos[GAYS] na cidade. A cerimônia religiosa, no entanto, será mantida. Na última segunda-feira (11), cerca de 300 manifestantes[GAYS] se reuniram em frente à catedral da Assembleia de Deus Avivamento da Fé, igreja liderada pelo deputado, em Ribeirão.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Dra.Marisa Lobo escreve carta aberta ao deputado e ativista gay Jean Wyllys: 'O senhor não debate, o senhor ofende'

Por Dan Martins em 23 de março de 2013
A psicóloga cristã Marisa Lobo escreveu uma carta aberta ao deputado federal e ativista gay Jean Wyllys, onde critica o parlamentar por ameaças de processo que ela afirma estar sofrendo por se opor às suas ideias. Marisa Lobo afirmou também estar movendo um processo contra o deputado, e afirma que a ação de Wyllys contra ela é motivada por uma mentira.

- Cansada de ser Ameaçada de processo por uma mentira inventada pelo dep @JeanWyllys resolvi mover um processo contra o mesmo de (denunciação caluniosa) assédio moral e calúnia e difamação – escreveu a psicóloga em sua página no Facebook, junto de uma foto em que aparece ao lado de seus advogados.

- Foto dos meus advogados criminalistas (voluntários) que ao ver a vergonha das ameaças que sofro deste cidadão, resolveram pegar minha causa: Dr.Otoniel Oliveira e Dr.Hélio Anjos Ortiz. em reunião escolhendo os ataques de pessoas movidas pela indução das besteiras que diz esse deputado. no vemos então na justiça. Minhas provas segundo Criminalista estão claras. vamos ver as suas (sic) – completou.

Na carta ao deputado, Marisa Lobo afirma que Jean Wyllys se utiliza de palavras desrespeitosas para se referir a ela, o que não condiz com a imagem de um deputado, cargo que ela afirma ter sido alcançado pelo parlamentar por sorte.

Ela diz ainda que as acusações de Wyllys contra ela tem um forte impacto negativo na vida de sua família, e afirma ter provas da falta de tolerância da do deputado, que ela afirma agir por “infantilidade e falta de entendimento de que existam pessoas que são diferentes” dele.

Marisa Lobo afirma ainda que sua luta é pela democracia, e finaliza dizendo que Jean Wyllys deve aprender a respeitar e a se dar o respeito.

Leia a carta na íntegra:

Ao me deparar com as acusações e palavras desrespeitosas do deputado senhor Jean Wyllys se referindo à minha pessoa fiquei muito decepcionada, pois a ofensiva é de um ditador e não condiz com a imagem de um deputado. Aí pensei: não foi a nação que o elegeu foi a “sorte”, talvez por isso não respeite o cargo que ocupa e nem o povo, pois este não votou no mesmo, como prova seus poucos 13 mil votos, é o que penso.

Talvez por não ter tido ainda uma esposa, como o meu marido, não tenha a compreensão de como suas palavras dirigidas a mim podem ofender um marido, e talvez por ainda não ter filhos não saiba avaliar como os meus filhos se sentiram e se sentem com as mentiras que o senhor diz e inventa da mãe deles.

Sr. Jean Wyllys, faço questão, por respeito ao público, falar o seu nome. Porque não tenho o que temer nem a pretensão de manipular ou de arregimentar, nem de deixar situações mal explicadas com intuito de implantar uma dúvida ou uma confusão intelectual na cabeça das pessoas. Sou honesta intelectualmente.

As palavras do deputado sim são caluniosas e desonestas em sua intenção. Duras de ouvir, como mulher e como profissional. O senhor não debate; o senhor ofende, pratica assédio moral e bullying, uma mostra aparente de sua intolerância e de sua falta de limites. Mas o que mais me impressiona é a manipulação dos fatos e a “cara de pau”, me perdoe a expressão, de imputar crimes, calúnias e difamação às pessoas. Lei existe para todos em igualdade, e as leis estão a serviço da verdade, não a seu serviço, deputado. O senhor pratica abuso de autoridade, ou é folgado porque acredita que a imunidade parlamentar possa te autorizar a ofender pessoas e sujar o nome delas por simples orgulho, descaso e ódio? Ou divertimento? Penso ser infantilidade e falta de entendimento de que existam pessoas que são diferentes do senhor, que pensam e sentem diferente.

Eu e milhares de pessoas divulgamos o vídeo a que se refere, e em nem um momento o achei criminoso pois veicula imagens mostrando suas falas agressivas contra cristãos, contra nossa fé, e contra aqueles que se opõem às suas lutas, que nem sempre são legítimas. Alguém tem que ter a coragem, deputado, de te dizer isso. Diferente por exemplo da manipulação daquele programa CQC, onde o senhor perverteu sua fala e implantou maldosamente na mídia que “psicólogos Cristãos praticam tortura”. E isso tenho registrado em ata notarial com meus advogados, isso sim foi grave. Ou quando o senhor atribuiu a notícia de uma violência a homossexual à minha pessoa e à pessoa do pastor Silas Malafaia, induzindo claramente e atribuindo de forma criminosa um crime, uma culpa.

O que tenho a meu favor contra seu discurso de ódio e suas mentiras atribuídas a mim é, por exemplo, uma audiência pública do dia 27/11 em que o senhor participou. A gravação prova que tentei ser imparcial e lutar pelos direitos de todos (homossexuais, evangélicos, ex-gays… Enfim, pessoas humanas), e me pergunto: Quem manipulou com requintes de crueldade as informações? Quem induziu ao erro?

O senhor não me assusta com seus discursos de processo, acredito na justiça. A própria internet prova com datas quem disse e falou o que. E, deputado, não me arrependo de nenhuma palavra que disse do senhor, pois minha luta não é contra o senhor, é contra as suas estrapolações enquanto parlamentar.

Nessa guerra toda, conforme a ultima audiência que participei, ficou claro a minha honestidade. Mas, infelizmente, na sua tentativa de “dar show”, “causar” e atrapalhar os trabalhos, não ouviu uma só palavra, apenas deturpou o momento como sempre e não percebeu como tentei equilibrar e promover a paz. Mas acho que o senhor deseja mesmo é guerra, o que é uma pena. Mas dá ibope né, deputado?

Com suas palavras duras e mentirosas somente confirmei minhas suspeitas: o senhor precisa mais de orações e de alguém que freie suas motivações, pois está agindo como um ditador, travestido de idealista e protetor dos direitos humanos. Pois se fosse sensato dialogaria, como o deputado Marco Feliciano propôs ao senhor. Saiba que está criando uma guerra santa, manipulando pessoas, ações, pensamentos e falas. Sem remorso, sem culpa e sem se importar a quem está ferindo, está dando tiros para todos os lados para ver se consegue acertar em alguém. Vai conseguir, e está conseguindo, machucar muitas pessoas inocentes contradizendo sua luta.

Não se preocupe comigo deputado, sou pequena. O que tenho é minha profissão, que o senhor com suas mentiras e falas maldosas tenta destruir. É desumano o que o senhor faz comigo, eu apenas exerço meu direito de expressão e de professar minha fé; o que o senhor diz de mim é mentiroso. O senhor me usa como bode expiatório porque quer mostrar serviço. Sei que é uma ação orquestrada, que pode me prejudicar como já o fez com suas mentiras e manipulação de fatos, como faz em seu tuites, seu site e suas entrevistas. Tenta sempre me veicular ao curandeirismo, fato que a justiça já está ciente que foi manipulação de pessoas como o senhor, e que em tempo certo responderão por isso.

Em nenhum momento faltei com o respeito com sua pessoa, não usei palavras de baixo calão me referindo a quem quer que seja. Mas sim, contradigo e me oponho a algumas de suas falas por considera-las mentirosas e manipuladoras.

O senhor fala tanto em discurso de ódio, mas só vejo ódio em seus discursos; a não ser quando está em programas de TV, onde faz tipo na frente das câmeras. Me perdoe se estou interpretando errado, mas é o que me parece; são suas atitudes que me levam a acreditar na sua falsidade social, suas palavras são a prova de seu ódio. Eu não odeio o senhor, mas confesso que tenho pedido a Deus para perdoá-lo e conseguir entender suas agressões, pois me parece que o senhor não tolera alguém que se oporem às suas ideias e não aceita o contraditório, fato lamentável para um parlamentar que tem a obrigação de primar pela liberdade de expressão e pela democracia.

Saiba, querido, que não somos deuses nem imortais, e um mandato dura apenas quatro anos. Não temos sempre razão, dialogar é a melhor opção, e devemos ouvir as razões do outro; precisamos muitas vezes sermos frustrados sim, para nos tornarmos seres humanos melhores.

Você pode enganar as pessoas, mas não a todas elas por muito tempo. Uma hora a verdade aparece, e espero por ela. Quanto ao processo que diz estar movendo contra mim: continue, talvez essa seja a chance de provar que o senhor me persegue. Pois eu sou povo, você é o deputado e deveria respeitar o cidadão e dar-se ao respeito.

Marisa Lobo.
Uma cidadã que exerce seu direito à democracia, de se opor aos desmandos de qualquer parlamentar. Tenho o direito ao contraditório.

Por Dan Martins, para o Gospel+

ADENDO ADHT:
Para não ficar sómente no artigo, ajude-nos ASSINANDO A PETIÇÃO PELA CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEP.JEAN WYLLYS, O MAIOR INIMIGO DO BEM, POIS ELE LUTA PELA IMPLANTAÇÃO SÓMENTE DE LEIS QUE VÃO PREJUDICAR A POPULAÇÃO BRASILEIRA, PRINCIPALMENTE OS CRISTÃOS E OS QUE SÃO PRÓ-FAMÍLIA E CASAMENTO TRADICIONAL E CONTRA O ABORTO, NO LINK:
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=ADHT.

ASSINE TAMBÉM A PETIÇÃO PELA CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEP.JEAN WYLLYS, O MAIOR INIMIGO DO BEM, POIS ELE LUTA PELA IMPLANTAÇÃO SÓMENTE DE LEIS QUE VÃO PREJUDICAR A POPULAÇÃO BRASILEIRA, PRINCIPALMENTE OS CRISTÃOS E OS QUE SÃO PRÓ-FAMÍLIA E CASAMENTO TRADICIONAL E CONTRA O ABORTO, NO LINK:

http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2013N36942

Quer saber o quanto a Dra. Marisa Lobo tem razão de tomar uma atitude firme contra este parlamentar que não conhece limites? Veja aqui neste link apenas algumas: http://defesa-hetero.blogspot.com.br/2013/03/temos-que-mudar-isto-dep-marco.html#.UVDSjxysiSo

ATENÇÃO PAIS: Missionário católico Anderson Reis denuncia tirania GAY

DENÚNCIA SÉRIA...OUÇAM O VÍDEO: "Denunciando a Ditadura Gay"

Sob a bandeira da ONU, com pretexto de combater a homofobia, o Movimento Homossexual se articula para impor a todos os países do mundo a "ACEITAÇÃO DO HOMOSSEXUALISMO" e a criminalização do PENSAMENTO CONTRÁRIO A ELE.


O Papa Leão XIII disse: "A audácia dos maus se alimenta da covardia e da OMISSÃO dos bons".

http://www.youtube.com/watch?v=piSesddFyyc

Foi citado neste vídeo que "na Revista Comunity News", por Michael Swift, Revolucionário Gay, em 1987, que "TODAS AS IGREJAS QUE NOS CONDENAM SERÃO FECHADAS.
Finalmente, queremos apagar muitas passagens de suas Escrituras, e Reescrever outras, eliminando o tratamento preferencial dado ao casamento e usando palavras que permitirão que as passagens sejam interpretadas de acordo com os interesses homossexuais. Faremos filmes sobre homens heróicos...A UNIDADE DA FAMÍLIA... SERÁ ABOLIDA. E dizem mais:...sodomizaremos seus filhos(SEXO ANAL), ...em suas escolas, dormitórios, ginásios, compartimentos, em grupos de jovens, salas de cinemas, em seus quartos do Exercito,...em suas casas do Congresso, onde quer que homens estejam juntos com homens. E MUITO MAIS...VEJA ATENCIOSAMENTE ESTA FALA".
O artigo 208 diz: "Escarnecer de alguém públicamente por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar públicamente ato ou objeto de culto religioso, pena: detenção de 1(um) mes a 1(um) ano, ou multa". Insultaram-nos tantas vezes e não fizeram nada. Não foram detidos. Quem é intolerante?


IMPORTANTE: O Dep. Pr. Marco Feliciano acaba de RETWITAR este artigo para 155.345 seguidores dele. Obrigado, Exmo Deputado. Estamos contigo nesta luta. Siga em frente, pois não tem inimigo que Deus não vença.

Agora dá pra todos entenderem a PRETENSÃO dos Ativistas Gays...Percebam neste artigo!


Manifestantes de várias nacionalidades enfrentaram o frio da capital alemã para protestar contra a permanência do deputado e pastor na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados.
ADENDO ADHT: COM PLACAS EM PORTUGUÊS...ISTO É FRUTO DO ATIVISMO GAY BRASILEIRO NO EXTERIOR.

Um grupo de manifestantes reuniu-se neste sábado (23/03) em frente ao Portão de Brandemburgo, em Berlim, para pedir a renúncia do deputado Marco Feliciano (PSC/SP) do cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Cerca de 80 pessoas de diversas nacionalidades participaram da iniciativa, de acordo com os organizadores.
ADENDO ADHT: Aqui eles entregam o "ouro", declarando que as 80 pessoas são de diversas nacionalidades...NÃO ERAM BRASILEIRAS. Sendo assim, o que estas pessoas poderiam saber sobre a verdade "verdadeira" que na verdade o problema não é por ser o Dep. Marco Feliciano, mas sim porque ele é contra o Ativismo Gay, contra a prática homossexual e contra o Aborto. Ou seja é uma pessoa que NÃO VAI DEFENDER mais a "bandeira" gay na Comissão de Direitos Humanos. E eles não querem perder seus PRIVILÉGIOS já alcançados em 16 anos de abertura total, com verbas á vontade chegando do governo federal, dos governos estaduais e das prefeituras. Em outras palavras, enquanto os EVANGELICOS fazem UMA MARCHA PRA JESUS por ano, eles fazem MAIS DE CEM "PARADAS GAYS". Ou seja, estão aliciando, assediando e fazendo proselitismo com nossas INOCENTES crianças, adolescentes e jovens.

A manifestação foi promovida e divulgada por brasileiros pelo Facebook. Os organizadores consideraram a iniciativa um sucesso. "Apesar do frio, muitas pessoas vieram protestar", disse o cientista social Pedro Costa, que participou da organização do evento.
ADENDO ADHT: Vamos fazer o mesmo, usando o FACEBOOK. Vamos preparar ATIVISTAS cristãos como tem feito os católicos. Você percebeu como a Sociedade Francesa está resistindo ao Casamento Gay. Porque não termos grupos de jovens de Igrejas, junto com homens e mulheres valentes que possam ir em frente ao STF (para quem mora em Brasilia) e em frente aos Tribunais de Justiça Estaduais, com faixas declarando que não aprovamos o Casamento Gay, nem a Homossexualidade e muito menos o ABORTO. O cientista social Pedro Costa citado acima deve ser Brasileiro ou Portugues, ou de algum país de fala Portuguêsa, concordas?

O protesto tinha como objetivo divulgar à comunidade internacional o repúdio à eleição de Feliciano. Costa acredita que manifestações realizadas em cidades de outros países pressionem mais o governo brasileiro. "Nós sabemos que protestos internacionais têm mais peso e são mais vergonhosos do que os protestos que acontecem no Brasil", explicou.
ADENDO DA ADHT: Veja que aberração: O cara está vivendo num outro país e vem querer interferir nas políticas Brasileiras? O que é isto senão uma imposição ditatorial do que eles querem. Os Ativistas Gays são assim. Eles NUNCA dialogam, querem sempre ganhar no grito, perceba isto se ainda não percebeu. Um Gay chamar outro de "viado" não é processado. Vai chamar um gay assim pra você ver o estardalhaço que o cara faz. Sabes por que? PORQUE ELES FORAM TREINADOS. Existe um curso que as associações homossexuais dão gratuitamente para preparar o gay para ser "ATIVISTA". Sabia disto? Se não, veja o artigo do link: http://defesa-hetero.blogspot.com.br/2012/02/resposta-ao-lacin-institute-para.html. ELE CONTEM UM EMAIL QUE RECEBEMOS nos convidando para ir a um treinamento para saber como CONTESTAR OS CRISTÃOS E JUDEUS. Dá pra acreditar? Leia o email postado neste artigo com os comentários nossos, lá.

No início deste mês, o deputado e pastor evangélico Marco Feliciano foi eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos. Sua eleição causou indignação entre defensores dos direitos das minorias. Feliciano é acusado de racismo e homofobia por declarações públicas em relação a negros e homossexuais.
ADENDO ADHT: Isto é papo furado. Os "defensores dos direitos humanos" aqui são os caras que ficaram 16 anos num cabide de emprego, nos setores LGBT de vários ministérios, criando formas de "fazer a cabeça da população" de que os gays são perseguidos, são discriminados, mortos por ser gay e isto é tudo mentira. O Pr. Silas citou em seu "debate" com Marilia Gabriela que 70% dos assassinatos (muitos cruéis) são praticados pelos próprios companheiros gays. É um gay matando outro por desavenças e brigas por não pagamento de aluguéis, dinheiro emprestado e vários outros motivos.
A resposta sobre possivel processo por estelionato, racismo, homofobia, no link: http://radio.estadao.com.br/audios/audio.php?idGuidSelect=2705B92FF1CD44D89EE88EAFF47E9330.
O alvo, na verdade, é tirar o Dep. Feliciano para entrar outro cara que vai continuar a dar as BENESSES DOS PRIVILÉGIOS que os gays alcançaram nestes 16 anos. Acabou a 'TETA' do governo federal e acredito que vai acabar dos estaduais e municipais tambem. Como o Deputado pode ser racista se ele é descendente de negro? Veja o que disse a reporter da do Jornal SBT no link: https://www.youtube.com/watch?v=1mJJVrBAYHQ

,
Desde então, protestos contra a eleição estão sendo realizados em várias cidades do Brasil. A pressão pela renúncia de Feliciano aumentou na semana passada, após uma conturbada sessão da comissão na qual o deputado perdeu também o apoio de integrantes do seu partido, o Partido Social Cristão.
ADENDO ADHT: Sim, protestos encabeçados pelos políticos do PT que INCITARAM os ativistas gays para desviar a atenção do povo, para irem contra o Dep. Feliciano e assim distrair a população pela POSSE nas Comissões de Justiça de GENOÍNO e JOÃO PAULO JÁ JULGADOS E CONDENADOS PELO STF (Instância maior da Justiça Brasileira). Como dizia Bóris Casoi: "ISTO É UMA VERGONHA!"

Autora: Clarissa Neher
Revisão: Mariana Santos

domingo, 24 de março de 2013

URGENTE: ONG brasileira lança PETIÇÃO pela liberdade de missionários brasileiros presos no Senegal

The Christian Post > Cristianismo|Sex, 22 Mar. 2013 12:56 PM EST

PorGiana Guterres | Correspondente do The Christian Post

Juntamo-nos á causa de uma ONG do Rio de Janeiro para promover uma petição pública em favor de dois missionários brasileiros presos no Senegal. Os missionários, que realizam projetos com crianças de rua, estão presos há mais de quatro meses.


(Foto:Divulgação/ONG Rio de Paz)
Zeneide e a família de José Dilson, missionários brasileiros no Senegal.

Conforme lemos no artigo:
"A denúncia partiu de um pai de uma das crianças atendidas pelo projeto, que acusa os missionários de abrigarem seu filho sem autorização e ensinar princípios cristãos e não islâmicos. A prisão temporária foi decretada em novembro de 2012. “A criança procurou o abrigo por livre iniciativa, já que o local oferece alimentação e até atendimento médico. Ele não tinha contato com os pais há muito tempo, morava na rua”, informou o jornal Gazeta do Povo.

Recentemente, eles tiveram o pedido de habeas corpus negado. Autoridades alegam que eles podem fugir do país e apresentam ameaça à ordem pública. Uma comissão foi ao Senegal no ano passado falar com autoridades locais, mas não tiveram êxito na viagem.

A embaixada brasileira no Senegal já está fazendo o acompanhamento jurídico, segundo informou o Itamaraty. Porém, só é permitida a intervenção quando há desrespeito aos direitos humanos. Todos os trâmites legais estão sendo cumpridos. Ontem, o ministro Antônio Patriota se reuniu com o chanceler de Senegal, Mankeur Ndiaye, e um dos temas do encontro foi a prisão de José e Zeneide.

José Dilson trabalha há 21 anos com missões no continente africano, porém nunca teve problemas com a justiça local. Ele e Zeneide são mantidos no Senegal por organizações missionárias brasileiras. O missionário está com a saúde debilitada por ser diabético".

A petição está sendo assinada, através deste LINK: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2013N38250

OBS: Tivemos que abrir uma PETIÇÃO noutro site de Petições devido não conseguirmos enviar emails em massa aos mais de 90.000 associados da ADHT. Posteriormente, a ONG 'Rio de Paz' receberá todas as assinaturas obtidas através de nossos associados e amigos.

sábado, 23 de março de 2013

'Para quê existe a ANAJURE?' O caso Marco Feliciano

“Para quê existe a ANAJURE?” O caso Marco Feliciano A defesa das liberdades civis está ou não acima de diferenças doutrinárias? Por Julio Severo O Dep. Marco Feliciano está sob fogo pesado dos supremacistas gays, pois ele foi nomeado em 5 de março para presidir a Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Câmara dos Deputados.

Marco Feliciano Eles estão furiosos não só com as posturas dele sobre homossexualismo e aborto, mas também porque a CDH havia sempre sido presidida pelo PT e outros socialistas, que operavam a comissão para aprovar o alocamento de milhões do dinheiro do povo para projetos gayzistas. Sob essa liderança socialista, a CDH também discutia meios de criminalizar a crítica à homossexualidade. O aborto e o sexo homossexual eram preocupações prioritárias deles.

Os supremacistas gays estavam satisfeitos de verem suas exigências sendo atendidas por socialistas de linha dura. Então veio Marco Feliciano, um pastor da Assembleia de Deus. Feliciano não tem treinamento teológico e tem dificuldade de expressar suas opiniões em termos filosóficos. Apesar disso, ele tem sido claro sobre valores. Seu histórico pentecostal simples o tem levado a assumir uma posição firme contra o aborto e o homossexualismo. Por isso, ele tem sofrido pressão de todos os lados: supremacistas gays, políticos esquerdistas, grupos pró-aborto, mídia esquerdista e… protestantes esquerdistas. Um imenso grupo desses protestantes, composto também por militantes gays protestantes, está solicitando que o governo e o Congresso removam Feliciano da presidência da CDH.

O presidente da Câmara dos Deputados, um protestante, quer oficialmente que Feliciano deixe o cargo. O presidente de seu partido, sob tal pressão, quer também que ele renuncie. Silas Malafaia, renomado televangelista pentecostal, apoia Feliciano Muitos cristãos pró-família, inclusive católicos, estão apoiando Marco Feliciano. O Christian Post noticiou ontem Silas Malafaia e Julio Severo como as principais vozes evangélicas no Brasil pedindo que Feliciano não renuncie. Malafaia é também pastor da Assembleia de Deus e tem uma audiência enorme por meio de seus programas semanais.

 Silas Malafaia

 No artigo do Christian Post, Malafaia disse que os ataques contra Feliciano estão vindo dos esquerdistas. Ele tem falado sem rodeios sobre aborto e homossexualidade. Como Feliciano, ele não tem medo de chamar o aborto de assassinato e a homossexualidade de pecado. Mas diferente de Feliciano, ele é muito mais articulado. Contudo, tanto Malafaia quanto eu compreendemos que este não é o tempo certo para julgarmos Feliciano por sua falta de treinamento teológico e dons filosóficos. Portanto, por causa de sua postura de falar sem rodeios em defesa de valores da família, Feliciano precisa de apoio, não de críticas ou condenação.

ANAJURE

Por isso, é de surpreender que a ANAJURE tenha emitido uma nota pública, em 20 de março, dizendo que a presença de Feliciano na CDH vai “dividir, ainda mais, a própria igreja evangélica” no Brasil.

A ANAJURE é um grupo de juristas evangélicos que nasceu recentemente. Sua alegada missão é defender as liberdades civis fundamentais, principalmente dos cristãos. Mas sua nota púbica, assinada por seu presidente, Uziel Santana, não tem nenhuma defesa tal das liberdades civis fundamentais de Feliciano. Pelo contrário, a nota acusa o pastor da Assembleia de Deus de “fomentar e participar de uma tresloucada ‘guerra santa’ por estar agindo com intolerância para com os intolerantes”. A nota também questiona as motivações pessoais do pastor pentecostal, dizendo: “Tudo isso porque os projetos pessoais estão acima dos valores da Verdade do Evangelho de Cristo”. 

Conforme informação que obtive, a ANAJURE teve sua primeira renúncia ontem, pois um de seus diretores discordou fortemente da nota contra Feliciano. De uma organização que se autonomeou para defender as liberdades civis fundamentais, nós brasileiros deveríamos esperar tal defesa, independente das diferenças doutrinárias da vítima cristã. Mas esse é um duro teste para a ANAJURE, cujo Conselho Diretivo Nacional é presidido pelo Rev. Augustus Nicodemus Lopes.

Um ativista gay numa universidade presbiteriana Lopes é o chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie em São Paulo. Ele tem vários textos teológicos contra os movimentos pentecostais e neopentecostais. Alguns de seus artigos estão disponíveis no site de sua universidade. Em 28 de fevereiro, sua universidade realizou um debate com o deputado federal Jean Wyllys. Wyllys é um militante gay radical, que trabalha muito na CDH para avançar a agenda gay.

 Para debater o ativista gay, Lopes convidou um de seus amigos na ANAJURE. Mas os estudantes na universidade presbiteriana vaiaram o representante da ANAJURE, e elogiaram Wyllys. No fim, Lopes negou que tivesse patrocinado o evento, mas o documento oficial da universidade confirma que o debate foi realizado em parceira com a chancelaria da universidade. Esse não é o único caso estranho envolvendo seu chanceler. Em 2010 ele havia removido do site da universidade um manifesto presbiteriano contra a agenda gay, pois os ativistas gays exigiram isso. Ele cedeu.

Mas ele nunca removeu seus vários artigos contra os pentecostais e neopentecostais. Minha exposição da parceria incoerente, e o fato vergonhoso de que um ativista gay recebeu oportunidade de defender suas perversões numa universidade protestante, reverberaram em todo o Brasil. Grandes sites noticiosos evangélicos publicaram ou mencionaram meu artigo. Censura GospelPrime, GospelMais, Portal Fé em Jesus e outros sites foram contatados pela ANAJURE, que lhes pediu que removessem meu artigo e, em seu lugar, publicassem artigos da ANAJURE.

Um dos editores, que estava sob pressão da ANAJURE, me disse: “Sinceramente, eu ainda não sei pra que existe a tal da ANAJURE”. GospelPrime, GospelMais e outros cederam.

Mas o Portal Fé em Jesus repreendeu a ANAJURE por sua agressão contra a liberdade de expressão — nesse caso, minha liberdade de expressão. O fato é, se a ANAJURE tivesse repreendido Lopes por permitir um ativista gay em sua universidade, não precisaria pedir que grandes sites evangélicos censurassem minhas liberdades civis fundamentais de denunciar a conduta de Lopes. Entretanto, mesmo sob pressões, meu artigo teve uma repercussão significativa no Brasil. A página de Facebook de Silas Malafaia o divulgou para seus 168.000 seguidores.

E quanto a ANAJURE e sua missão alegada de defender as liberdades civis fundamentais? Está enfrentando um tempo difícil de colocar em prática no caso de Marco Feliciano, pois seu presidente acha que é necessário julgar o caráter e motivações de Feliciano, mas é incapaz de fazer isso no caso de um de seus próprios diretores.

E se você expô-lo por permitir um ativista gay em sua universidade protestante ou por ele ceder a militantes gays que exigiram a remoção de sua universidade de um manifesto cristão contra a agenda gay, a ANAJURE mostra seus músculos para defender a covardia e censurar uma mensagem cristã contra ela. A ANAJURE tem a liberdade de defender e atacar quem quiser.

Mesmo discordando dele, apoiarei Marco Feliciano por sua coragem, e oro para que ele não ceda aos covardes que exigem que ele imite a covardia deles. Versão em inglês deste artigo: “What does ANAJURE exist for?” The Marco Feliciano case

Fonte: www.juliosevero.com - Link: http://juliosevero.blogspot.com.br/2013/03/para-que-existe-anajure-o-caso-marco.html 

Leitura recomendada:
Marco Feliciano, não renuncie!
Sereia traiçoeira: Por que as esquerdas odeiam Marcos Feliciano?
Vaias e clima de hostilidade marcam presença de Jean Wyllys no Mackenzie

O relatório de Patricia Morgan sobre o “casamento” homossexual

20, março, 2013
Extraído do blog www.ipco.org.br

A especialista britânica de política familiar, Patrícia Morgan, submeteu à comissão da Câmara dos Comuns encarregada de examinar a lei de legalização do “casamento” homossexual, atualmente em vias de adoção em vários países membros da União Européia, um relatório mostrando os efeitos negativos de uma tal lei sobre o casamento e a família.

O relatório foi encomendado pela mais antiga e importante associação pro-vida britânica, SPUC, em nome da qual a Sra. Morgan, autora de numerosos livros e estudos universitários, foi encarregada de esclarecer a comissão que recebe atualmente as opiniões sobre o projeto de lei.

Patrícia Morgan fundamentou-se na experiência dos Estados onde o “casamento” homossexual foi legalizado — Suécia, Noruega, Dinamarca, Holanda, Espanha, o Canadá e os Estados Unidos.

Eis as conclusões às quais chegou, resumidas:

1 – Quando o casamento é redefinido em favor de casais do mesmo sexo, isso reforça a ideia de que o casamento não tem nada a ver com a paternidade.

2 – O casamento homossexual resultou na banalização das uniões heterossexuais e da separação entre o casamento e a paternidade.

3 – A Espanha tem experimentado uma acentuada aceleração no declínio do casamento, após a introdução do casamento homossexual (o casamento homossexual foi introduzido ao mesmo tempo com a lei do “divórcio express”).

4 – Em todos os países analisados​​, não foi possível estabelecer um nexo de causalidade para apoiar a ideia de que o casamento homossexual permitiria evitar o declínio do casamento.

5 – Na marcha para o casamento homossexual, a relação de casais de sexo oposto deve obedecer aos padrões homossexuais, e não o contrário.

6 – A parceria anunciada publicamente, de forma legal, não impede os casais homossexuais a se separarem com mais freqüência do que casais heterossexuais.

7 – A experiência das leis de parcerias/casamentos tende a sugerir que a disponibilidade é o que é mais importante, enquanto que a participação é mais ou menos irrelevante para as minorias sexuais.

8 – O casamento homossexual poderia ser, a longo prazo, o resultado de uma política anti-casamento e anti-família, a Suécia fornece um exemplo típico.

9 – O casamento homossexual poderia ser o passo inicial de um processo de separação entre o casamento e a família em países que, aliás, são favoráveis à família, como Espanha e Holanda.

10 – O casamento homossexual provocou a desintegração das estruturas familiares nas sociedades favoráveis à família.



Fonte: Le blog de Jeanne Smitis
http://leblogdejeannesmits.blogspot.fr/2013/03/effets-du-mariage-gay-sur-le-mariage-et.html

sexta-feira, 22 de março de 2013

Vamos fazer valer a democracia SENÃO o Fascismo Gay e Marxista VAI PREVALECER !

CLIQUE SOBRE O LINK ABAIXO E VEJA AS ALGAZARRAS E BAGUNÇAS TOLERÁVEIS APENAS PELO PRESIDENTE DO CONGRESSO NACIONAL E DEPUTADOS MARXISTAS E PRÓ AGENDA GAY E O ABORTO: Na base do berro, da intimidação e da violência. Mas tudo em nome do bem! Ou: Os 13 mil votos de Jean Wyllys valem mais do que os 212 mil de Feliciano?

21/03/2013 às 18:34

Na base do berro, da intimidação e da violência. Mas tudo em nome do bem! Ou: Os 13 mil votos de Jean Wyllys valem mais do que os 212 mil de Feliciano?

Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/na-base-do-berro-da-intimidacao-e-da-violencia-mas-tudo-em-nome-do-bem-ou-os-13-mil-votos-de-jean-wyllys-valem-mais-do-que-os-212-mil-de-feliciano/ Por Reinaldo Azevedo

ADENDO ADHT: O QUE FAZER? Todos os Brasileiros que virem este artigo, devem gastar um tempo e escrever a "TODOS" os Deputados e Senadores e reclamarem da postura do Presidente do Congresso. No link abaixo, você encontra o email e telefone de todos os Parlamentares, inclusive do Presidente da Câmara Federal. Clique aqui:
http://defesa-hetero.blogspot.com/2012/07/relacao-de-emails-de-senadores.html#.UU0ZwBysiSo

A sociedade Brasileira não pode assistir mais esta destruição de nossa democracia de 'camarote' e deixar, apenas, para os parlamentares resolverem estes problemas graves, pois esta baderna é apoiada pelos Petistas e seus partidos coligados, bem como até por "pastores" que se dizem evangélicos, mas que de são verdadeiros "lobos" influenciando as ovelhas com uma ideologia política Marxista, em outras palavras, verdadeiros comunistas que as Forças Armadas enxotou nas décadas de 60, 70 e parte de 80. Está mais do que na hora de intervirem novamente, se isto não tiver uma saída democrática.


" EU ESTAVA LÁ : Vinte jovens evangélicos e o terror de uma bomba e rajadas de metralhadora - Os comunistas…RETWITE: http://defesa-hetero.blogspot.com/2012/11/eu-estava-la-vinte-jovens-evangelicos-e.html#.ULa6d6zhqmg

Dep.Federal Marco Feliciano diz que não vai renunciar. ENTENDA QUEM ESTÁ PRESSIONANDO!

Presidente da Comissão dos Direitos Humanos na Câmara dos Deputados e nega acusação de estelionato no Rio Grande do Sul Presidente da Comissão dos Direitos Humanos nega acusação de estelionato no RS.

CONHEÇA A VERDADE PARA NÃO ESTAR ACREDITANDO EM HISTÓRIAS DE ATIVISTAS GAYS E SEUS SIMPATIZANTES QUE QUEREM A SAÍDA DO DEPUTADO FELICIADO DA PRESIDENCIA DO CNDH.

1.ELE DEIXA CLARO QUE NÃO EXISTE PROCESSO DE ESTELIONATO CONTRA ELE, EXPLICA O QUE OCORREU E DEIXA TUDO CLARO. E AGORA, PILATOS, A QUEM QUEREIS QUE VOS SOLTE: AO DEP.FELICIANO OU GENOINO + JOÃO PAULO JÁ CONDENADOS E EMPOSSADOS EM COMISSÕES MAIS IMPORTANTES DO CONGRESSO?

2.ELE DISSE QUE NÃO DEIXOU A SESSÃO QUE FEZ A ABERTURA E SE MANTEVE NELA POR APENAS 8 MINUTOS. É NORMAL O PRESIDENTE DA COMISSÃO TRANSFERIR A PRESIDENCIA DA COMISSÃO QUANDO O ASSUNTO SERÁ COMANDADO POR ALGUM DEPUTADO DE CONFIANÇA DO PRESIDENTE. A IMPRENSA JÁ DISSE QUE ELE 'ABANDONOU' A SESSÃO DA CDHM, O QUE NÃO É VERDADE. MAIS UMA VEZ A MÍDIA MARRON BOTANDO MAIS LENHA NA FOGUEIRA: TEM SEGUNDOS INTERESSES AÍ...!


OUÇA A ENTREVISTA DELE COM A RÁDIO GLOBO:

http://radio.estadao.com.br/audios/audio.php?idGuidSelect=2705B92FF1CD44D89EE88EAFF47E9330



ENTENDA OS OBJETIVOS DO PT E SEUS PARTIDOS COLIGADOS, DOS "CARTOLAS" DO ATIVISMO GAY E DOS MARXISTAS EVANGÉLICOS QUE ESTÃO A FALAR DA VIDA PASTORAL DE MARCO FELICIANO, PORÉM, QUEM ESTÁ PRESIDINDO A CDHM É O DEPUTADO MARCO FELICIANO.



NÃO ACREDITE NESTA MALEDICÊNCIA VINDO DESTES POLITICOS E PASTORES COMUNISTAS INFLUENTES. O DEPUTADO MARCO FELICIANO É UM GRANDE INIMIGO PARA ELES.

LUTEMOS PELA DEMOCRACIA, POIS O QUE ESTÁ EM JOGO NÃO SÃO AS POSSÍVEIS FALHAS EM FALAS COMO PASTOR, POIS COMO DEPUTADO, MARCO FELICIANO, É UM GRANDE INIMIGO DO PT E SEUS COLIGADOS, DOS ATIVISTAS/AGENDA GAYS E CONTRA O ABORTO. É POR ISTO QUE QUEREM DESPOJÁ-LO DE SEU CARGO, POIS VAI ACABAR OS PRIVILÉGIOS DADOS PARA O SEGMENTO GAY, PELO PT E SEUS PARTIDOS COLIGADOS.

ELES ESTÃO VENDO QUE VÃO PERDER ESTA "MAMATA" DE PRIVILÉGIOS QUE GOZAM HÁ MAIS DE 16 ANOS, NO GOVERNO DO PT.

É O SISTEMA FASCISTA/COMUNISTA QUERENDO IMPOR Á FORÇA SEUS DESEJOS. SEJA CONTRA PARA FAZER VALER A DEMOCRACIA BRASILEIRA. VEJA QUE GENOÍNO E JOÃO PAULO ESTÃO SOLTOS, MESMO DEPOIS DE TEREM SIDO CONDENADOS PELO STF. E PARA ONDE FORAM? PARA OS PRINCIPAIS MINISTÉRIOS. BOTE A BOCA NO TROMBONE, GENTE. VEJAM O REAL INTERESSE DESTES INIMIGOS DA DEMOCRACIA BRASILEIRA.


PARA MUDAR ESTE QUADRO, PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS.

PEDIMOS SUA AJUDA, ASSINANDO ESTA PETIÇÃO PELA PERMANÊNCIA DO DEP.MARCO FELICIANO NO CARGO PARA O QUAL FOI ELEITO LEGITIMAMENTE, COMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS E MINORIAS.

O que está em jogo não é a pessoa do Parlamentar, mas sim por ser ele um CRISTÃO a Presidir a CDHM, agora. Temos que nos UNIR, REAGIR, rápido, ASSINANDO A PETIÇÃO deste LINK: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=ADHT .

ASSINE TAMBÉM A PETIÇÃO PELA CASSAÇÃO DO MANDATO DO DEP.JEAN WYLLYS, O MAIOR INIMIGO DO BEM, POIS ELE LUTA PELA IMPLANTAÇÃO SÓMENTE DE LEIS QUE VÃO PREJUDICAR A POPULAÇÃO BRASILEIRA, PRINCIPALMENTE OS CRISTÃOS E OS QUE SÃO PRÓ-FAMÍLIA E CASAMENTO TRADICIONAL E CONTRA O ABORTO, NO LINK: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2013N36942

quinta-feira, 21 de março de 2013

SADISMO: O Conselho Federal de Medicina afirmou que os conselhos regionais 'não são favoráveis ao aborto, mas sim à autonomia da mulher e do médico'

21/03/2013 08h19 - Atualizado em 21/03/2013 09h59

Conselho de Medicina defende liberação do aborto até 12ª semana

Entidade vai enviar parecer à comissão do Senado que reforma Código.



Cíntia Acayaba do G1, em Brasília

Pelo texto atual, aborto só é permitido em caso de risco à saúde e estupro.

Apoio do Conselho Federal e Regionais de Medicina por um "BEBÊ TRITURADO POR ESTES CARRASCOS COM O CONSENTIMENTO DE SUAS MÃES IRRESPONSÁVEIS".



Para ver o ARTIGO TODO, CLIQUE NO LINK ABAIXO:
http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/03/medicos-defendem-liberacao-do-aborto-ate-12-semana-de-gestacao.html

ADENDO ADHT: O QUE FAZER?

Escrever emails, cartas e telefonar para os Senadores(pelo menos de seus Estados) para não aprovarem o "ABORTO". Eliminarem o artigo incluído no NOVO CÓDIGO PENAL, que aprova o aborto. Você pode achar os telefone, email e endereço deles neste link: http://defesa-hetero.blogspot.com.br/2012/07/relacao-de-emails-de-senadores.html
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...